Top thingy left
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
     
 

25 de setembro de 2020
O anel em torno do buraco negro cintila

No centro da galáxia gigante Messier 87 esconde-se um buraco negro gigante. A imagem deste monstro, publicada o ano passado e obtida com o EHT (Event Horizon Telescope), deu a volta ao mundo. Agora, a equipa EHT analisou os dados de arquivo de 2009 a 2013, alguns dos quais ainda não publicados. Os investigadores descobriram que a sombra em forma de anel em torno do buraco negro está sempre presente, mas muda de orientação e distribuição de brilho - o anel parece estar a cintilar. [Ler mais]

     
     
 

25 de setembro de 2020
O primeiro "Neptuno Ultra-Quente", LTT 9779b, é um dos planetas mais improváveis da natureza

Uma equipa internacional de astrónomos, incluindo um grupo da Universidade de Warwick, descobriu o primeiro planeta "Neptuno Ultra-Quente" em órbita da estrela próxima LTT 9779. O exoplaneta orbita tão perto da sua estrela que o seu ano dura apenas 19 horas, o que significa que a radiação estelar aquece o planeta a mais de 1700 graus Celsius. [Ler mais]

     
     
  25 de setembro de 2020
Asteroide Bennu tem pedaços de Vesta à sua superfície

Incrivelmente, de acordo com a sonda OSIRIS-REx da NASA, parece que alguns pedaços do asteroide Vesta acabaram no asteroide Bennu. O novo resultado lança luz sobre a intrincada dança orbital dos asteroides e sobre a origem violenta de Bennu, que é um asteroide "pilha de entulho" que coalesceu a partir dos fragmentos de uma colisão massiva. [Ler mais]
     
     
  22 de setembro de 2020
VLBA faz primeira medição direta da distância até um magnetar

Usando o VLBA (Very Long Baseline Array) da NSF (National Science Foundation), astrónomos fizeram a primeira medição geométrica direta da distância até um magnetar dentro da nossa Galáxia, a Via Láctea - uma medição que pode ajudar a determinar se os magnetares são as fontes das há muito misteriosas FRBs (Fast Radio Bursts, em português "rajadas rápidas de rádio"). [Ler mais]
     
     
  22 de setembro de 2020
Rochas antigas e estratificadas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica do planeta. [Ler mais]
     
     
  22 de setembro de 2020
Astrónomos capturam ventos estelares em detalhes sem precedentes

Astrónomos apresentaram uma explicação para as formas hipnotizantes das nebulosas planetárias. A descoberta é baseada num extraordinário conjunto de observações de ventos estelares em torno de estrelas envelhecidas. [Ler mais]
     
     
  18 de setembro de 2020
Missões da NASA espiam primeiro planeta "sobrevivente" que orbita uma anã branca

Uma equipa internacional de astrónomos, usando o TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) e o aposentado Telescópio Espacial Spitzer da NASA, relatou o que pode ser o primeiro planeta intacto encontrado orbitando perto de uma anã branca, o denso remanescente de uma estrela parecida com o Sol, apenas 40% maior do que a Terra. [Ler mais]
     
     
  18 de setembro de 2020
Cientista procura fósforo estelar para encontrar exoplanetas potencialmente habitáveis

Uma cientista do SwRI (Southwest Research Institute) identificou o fósforo estelar como um provável marcador na busca por vida no cosmos. Ela desenvolveu técnicas para identificar estrelas suscetíveis de hospedar exoplanetas, com base na composição de estrelas que se sabe terem planetas, e propõe que os próximos estudos visem o fósforo estelar para encontrar sistemas com maior probabilidade de albergar vida como a conhecemos. [Ler mais]
     
 
Arquivo de notícias
 
  IMAGEM DO MÊS  
  NGC 5189: Uma Nebulosa Planetária Invulgarmente Complexa
Crédito: NASAESAHubbleHLA; Reprocessamento e Direitos de Autor: Jesús M. Vargas
 
     
 
Porque é que esta nebulosa é tão complexa? Quando uma estrela como o nosso Sol está a morrer, liberta as suas camadas exteriores, geralmente numa forma mais ou menos simples. Às vezes, esta forma é uma esfera, às vezes um lóbulo duplo e às vezes um anel ou uma hélice. No entanto, no caso da nebulosa planetária NGC 5189, além de ter uma forma geral parecida à letra "Z" (a imagem em destaque está invertida horizontalmente e, portanto, aparece como um "S"), não surgiu aqui nenhuma estrutura simples. Para ajudar a descobrir o porquê, o Telescópio Espacial Hubble observou NGC 5189 em grande detalhe. Descobertas anteriores indicaram a existência de várias épocas de libertação de material, incluindo uma recente que criou um toro brilhante, mas distorcido, que percorre horizontalmente no centro da imagem. Os resultados do Hubble parecem consistentes com a hipótese de que a estrela moribunda faz parte de um sistema binário com um eixo de simetria em precessãoNGC 5189 abrange aproximadamente 3 anos-luz e está situada a mais ou menos 3000 anos-luz de distância na direção da constelação do hemisfério sul da Mosca.
 
     
 
 
   

Receba as mais recentes notícias de Astronomia e imagens no seu e-mail, bem como efemérides astronómicas dos próximos dias.

INSCREVA-SE AQUI!!

Se já está inscrito e pretende cancelar a sua assinatura, também o poderá fazer nesta página.


 
    EFEMÉRIDES ASTRONÓMICAS - SETEMBRO
   
 
    O SOL AGORA
(cortesia SDO)
Carregar na imagem para ver mais
 
 
  FASE ATUAL DA LUA
(cortesia USNO)
Carregar na imagem para ver calendário
 
Top Thingy Right