Top thingy left
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
     
  15 de janeiro de 2019
Telescópios encontram fonte de raios-X no interior de supernova misteriosa
Os telescópios espaciais de alta energia da ESA, INTEGRAL e XMM-Newton, ajudaram a encontrar uma poderosa fonte de raios-X no centro de uma explosão estelar, de brilho e evolução sem precedentes, que apareceu subitamente no céu. O telescópio ATLAS no Hawaii foi o primeiro a avistar o fenómeno, desde então chamado AT2018cow, no dia 16 de junho. Pouco tempo depois, astrónomos de todo o mundo apontaram telescópios terrestres e espaciais para o objeto celeste recém-descoberto, localizado numa galáxia a aproximadamente 200 milhões de anos-luz. [Ler mais]
     
     
  15 de janeiro de 2019
Hubble observa o quasar mais brilhante do Universo jovem
O Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA descobriu o quasar mais brilhante alguma vez visto no início do Universo. Após 20 anos de buscas, os astrónomos identificaram o antigo quasar com a ajuda de fortes lentes gravitacionais. Este objeto único fornece uma visão do nascimento das galáxias quando o Universo tinha menos de mil milhões de anos. Os quasares são os núcleos extremamente brilhantes de galáxias ativas. O poderoso brilho de um quasar é produzido por um buraco negro supermassivo que está cercado por um disco de acreção. O gás que cai em direção ao buraco negro liberta quantidades incríveis de energia, que pode ser observada em todos os comprimentos de onda. [Ler mais]
     
     
  15 de janeiro de 2019
O que 100.000 fábricas estelares em 74 galáxias nos contam sobre a formação estelar em todo o Universo
As galáxias têm uma ampla variedade de formas e tamanhos. No entanto, algumas das diferenças mais significativas entre as galáxias dizem respeito a onde e como formam novas estrelas. As investigações convincentes para explicar essas diferenças têm sido elusivas, mas isso está prestes a mudar. O ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) está a levar a cabo um levantamento sem precedentes de galáxias de disco próximas com o objetivo de estudar os seus berçários estelares. Com ele, os astrónomos estão a começar a desvendar a relação complexa e ainda pouco entendida entre as nuvens de formação estelar e as suas galáxias hospedeiras. [Ler mais]
     
     
  11 de janeiro de 2019
Gaia revela como estrelas parecidas com o Sol se tornam sólidas após a sua morte
Dados obtidos pela missão Gaia da ESA revelaram, pela primeira vez, como as anãs brancas, os remanescentes de estrelas como o nosso Sol, se transformam em esferas sólidas à medida que o gás quente no seu interior arrefece. Este processo de solidificação, ou cristalização, do material dentro das anãs brancas, foi previsto há 50 anos, mas só com a chegada do Gaia é que os astrónomos foram capazes de observar um número suficiente destes objetos, com tal precisão, para ver o padrão revelador deste processo. [Ler mais]
     
     
  11 de janeiro de 2019
TESS da NASA descobre novos exoplanetas, "apanha" distantes supernovas
A missão TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) da NASA descobriu três exoplanetas confirmados, ou mundos para lá do nosso Sistema Solar, nos primeiros três meses de observações. As câmaras sensíveis do satélite também capturaram 100 mudanças de curta duração - a maioria delas prováveis explosões estelares - na mesma região do céu. Estas incluem seis explosões de supernova cuja luz brilhante foi registada pelo TESS antes mesmo das explosões serem descobertas por telescópios terrestres. [Ler mais]
     
     
  11 de janeiro de 2019
Cidadãos cientistas descobrem novo mundo com o Telescópio Kepler
Usando dados do telescópio espacial Kepler da NASA, cidadãos cientistas descobriram um planeta com aproximadamente o dobro do tamanho da Terra localizado dentro da zona habitável da sua estrela, a gama de distâncias orbitais onde a água líquida pode existir à superfície do planeta. O novo mundo, conhecido como K2-288Bb, pode ser rochoso ou pode ser um planeta rico em gás semelhante a Neptuno. O seu tamanho é raro entre os exoplanetas - planetas para lá do nosso Sistema Solar. [Ler mais]
     
     
  8 de janeiro de 2019
ALMA descobre protoestrela com disco deformado
Usando o ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) no Chile, investigadores observaram, pela primeira vez, um disco deformado em torno de uma jovem protoestrela formada há apenas algumas dezenas de milhares de anos. Isto implica que o desalinhamento das órbitas planetárias em muitos sistemas planetários, incluindo o nosso, pode ser provocado por distorções no disco de formação planetária no início da sua existência. [Ler mais]
     
     
  8 de janeiro de 2019
Via Láctea ruma a colisão catastrófica
A Via Láctea está em rota de colisão com uma galáxia vizinha que poderá lançar o nosso Sistema Solar para o espaço. A Grande Nuvem de Magalhães pode atingir a nossa Galáxia daqui a 2 mil milhões de anos. Esta colisão galáctica aconteceria muito antes do impacto previsto entre a Via Láctea e outra vizinha, Andrómeda, que os cientistas dizem irá colidir com a nossa Galáxia daqui a 8 mil milhões de anos. [Ler mais]
 
Arquivo de notícias
 
  IMAGEM DO MÊS  
  Earthrise 1: Imagem Histórica Remasterizada
Crédito: NASA, Tripulação da Apollo 8Bill Anders; Processamento e Licença: Jim Weigang
(clique na imagem para ver versão maior)
 
     
 
Há 50 anos atrás, no dia 24 de dezembro, foi obtida uma das mais famosas imagens de sempre, mas a partir da órbita da Lua. Agora conhecida como "Earthrise", a imagem icónica mostra a Terra elevando-se acima do limbo da Lua, conforme captada pela tripulação da Apollo 8. Mas a bem conhecida imagem do nascer-da-Terra, na Lua, é na realidade a segunda imagem capturada deste evento - foi apenas a primeira a cores. No entanto, com a moderna tecnologia digital, a primeira verdadeira imagem "Earthrise" - originalmente a preto e branco - foi agora remasterizada para ter a resolução e cor combinadas das primeiras três fotos. Contemple! A imagem em destaque é uma ampliação da fotografia obtida pelo astronauta Bill Anders da Apollo 8. (Nota histórica: uma outra imagem a preto e branco, da Terra, a pôr-se por trás do limbo lunar, foi obtida pela sonda robótica Lunar Orbiter 1 dois anos antes).
 
     
 
 
   

21/12/18 - Palestra - O COMETA DO SOLSTÍCIO + Sessão de observação às estrelas

21:30 - Inscreva-se para poder vir observar o cometa 46P/Wirtanen na noite mais longa* do ano.
A observação com telescópio está sujeita às condições meteorológicas próprias.
(* - por 2 segundos)

Local: CCVAlg
Preço: 2€
Pré-inscrição: siga este link
Telefone: 289 890 920
E-mail: info@ccvalg.pt


 
    ASTROBOLETIM  
   

Receba as mais recentes notícias de Astronomia e imagens no seu e-mail, bem como efemérides astronómicas dos próximos dias.

INSCREVA-SE AQUI!!

Se já está inscrito e pretende cancelar a sua assinatura, também o poderá fazer nesta página.


 
    EFEMÉRIDES ASTRONÓMICAS - JANEIRO
   
 
    O SOL AGORA
(cortesia SDO)
Carregar na imagem para ver mais
 
 
  FASE ATUAL DA LUA
(cortesia USNO)
Carregar na imagem para ver calendário
 
Top Thingy Right