Top thingy left
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
     
  17 de agosto de 2018
Numa região massiva do espaço, os astrónomos encontram muito menos galáxias do que o esperado
Astrónomos da Universidade da Califórnia, incluindo três da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), resolveram um mistério sobre o Universo primitivo e suas primeiras galáxias. Os astrónomos sabem que há mais de 12 mil milhões de anos, cerca de mil milhões após o Big Bang, o gás no espaço profundo era, em média, muito mais opaco do que é agora em algumas regiões, embora a opacidade variasse muito de local para local. Mas não tinham a certeza do que provocava essas variações. [Ler mais]
     
     
  17 de agosto de 2018
Encontrando buracos negros de massa intermédia
Os cientistas deram passos importantes na sua busca para encontrar buracos negros que não são nem muito pequenos nem extremamente grandes. A descoberta destes elusivos buracos negros de massa intermédia pode ajudar os astrónomos a melhor compreender as "sementes" dos maiores buracos negros do Universo primitivo. A nova investigação surge de dois estudos separados, cada um usando dados do Observatório de raios-X Chandra da NASA e de outros telescópios. [Ler mais]
     
     
  14 de agosto de 2018
Parker Solar Probe lançada em direção ao Sol
Horas antes do nascer da própria estrela que irá estudar, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada do estado norte-americano da Flórida para dar início à sua jornada rumo ao Sol, onde empreenderá uma missão histórica. A nave transmitirá as suas primeiras observações científicas em dezembro, começando uma revolução no nosso conhecimento da estrela que torna a vida na Terra possível. [Ler mais]
     
     
  14 de agosto de 2018
Impacto de um intruso estelar no nosso Sistema Solar
Uma quási-catástrofe há milhares de milhões de anos pode ter moldado as regiões exteriores do Sistema Solar, deixando as regiões interiores basicamente intocadas. Investigadores do Instituto Max Planck para Radioastronomia em Bona e colaboradores descobriram que uma passagem rasante de outra estrela pode explicar muitas das características observadas no Sistema Solar exterior. [Ler mais]
     
     
  14 de agosto de 2018
É improvável que exista vida em Omega Centauri
A procura pela vida no vasto Universo é uma tarefa avassaladora, mas os cientistas podem agora riscar um local da sua lista. De acordo com um estudo liderado por cientistas da Universidade da Califórnia em Riverside e da Universidade Estatal de São Francisco, Omega Centauri - um denso enxame estelar no nosso "quintal" galáctico - provavelmente não será o lar de planetas habitáveis. [Ler mais]
     
     
  10 de agosto de 2018
Elegância elíptica
Um brilhante conjunto de galáxias povoa esta imagem obtida pelo Telescópio de Rastreio do VLT do ESO, um telescópio de vanguarda de 2,6 metros concebido para mapear o céu no visível. As características da multitude de galáxias que enche esta imagem permitem aos astrónomos revelar os detalhes mais delicados da estrutura galáctica. [Ler mais]
     
     
  10 de agosto de 2018
Cientistas identificam exoplanetas onde a vida pode desenvolver-se como na Terra
Os cientistas identificaram um grupo de planetas para lá do nosso Sistema Solar onde existem as mesmas condições químicas que podem ter levado à vida na Terra. Os investigadores da Universidade de Cambridge e do MRC LMB (Medical Research Council Laboratory of Molecular Biology) descobriram que as chances da vida se desenvolver à superfície de um planeta rochoso como a Terra estão ligadas com o tipo e força da luz emitida pela sua estrela hospedeira. [Ler mais]
     
     
  7 de agosto de 2018
VLA deteta objeto magnético e exosolar de massa planetária
Astrónomos usaram o VLA (Karl G. Jansky Very Large Array) do NSF (National Science Foundation) para fazer a primeira deteção radiotelescópica de um objeto de massa planetária para lá do nosso Sistema Solar. O objeto, com cerca de 12 vezes a massa de Júpiter, é uma potência magnética surpreendentemente forte e um "fugitivo", viajando pelo espaço sem estar ligado a qualquer estrela. [Ler mais]
 
Arquivo de notícias
 
  IMAGEM DO MÊS  
  Do Plano Galáctico, Passando por Antares
Crédito: Rogelio Bernal Andreo (Deep Sky Colors)
(clique na imagem para ver versão maior)
 
     
 
Contemple uma das regiões mais fotogénicas do céu noturno, capturada de forma impressionante. Em destaque, a banda da nossa Galáxia, a Via Láctea, corre diagonalmente ao longo da esquerda, enquanto a colorida região de Rho Ophiuchus, incluindo a brilhante estrela laranja Antares, é visível logo para a direita do centro, e a nebulosa Sharpless 1 (Sh2-1) aparece à direita. Visíveis em frente da banda da Via Láctea, várias nebulosas famosas incluindo a Nebulosa da Águia (M16), a Nebulosa Trífida (M20) e a Nebulosa da Lagoa (M8). Outras nebulosas notáveis incluem a do Cachimbo e a da Cabeça de Cavalo. Em geral, o vermelho emana das nebulosas que brilham devido à luz do hidrogénio gasoso excitado, enquanto o azul marca poeira interestelar que reflete preferencialmente a luz de jovens estrelas brilhantes. A poeira espessa aparece de outro modo castanha escura. Grandes "bolas" visíveis de estrelas incluem os enxames globulares M4M9M19M28 e M80, cada marcada na imagem legendada. Este campo extremamente amplo - com cerca de 50 graus de diâmetro - abrange as constelações de Sagitário, em baixo à esquerda, de Serpente em cima à esquerda, Ofiúco no meio e Escorpião à direita. Foram necessárias mais de 100 horas de imagens do céu, combinadas com um planeamento meticuloso e processamento digital, para criar esta imagem.
 
     
 
    ASTROBOLETIM  
   

Receba as mais recentes notícias de Astronomia e imagens no seu e-mail, bem como efemérides astronómicas dos próximos dias.

INSCREVA-SE AQUI!!

Se já está inscrito e pretende cancelar a sua assinatura, também o poderá fazer nesta página.


 
    EFEMÉRIDES ASTRONÓMICAS - AGOSTO
   
 
    O SOL AGORA
(cortesia SDO)
Carregar na imagem para ver mais
 
 
  FASE ATUAL DA LUA
(cortesia USNO)
Carregar na imagem para ver calendário
 
Top Thingy Right