Top thingy left
 
DADOS METEOROLÓGICOS DO CURIOSITY REFORÇAM EXISTÊNCIA DE SALMOURA
17 de abril de 2015

 

As condições meteorológicas e do solo marciano medidas pelo rover Curiosity, em conjunto com um tipo de sal encontrado à superfície, podem sugerir a existência de salmoura durante algumas noites.

Os percloratos identificados no solo marciano pela missão Curiosity, e anteriormente pelo módulo de aterragem Phoenix, têm propriedades de absorção de vapor de água da atmosfera e baixam a temperatura de solidificação da água. Este tem sido, desde há anos, o mecanismo proposto para a possível existência de salmouras momentâneas a latitudes mais altas em Marte, apesar das atuais condições frias e secas do Planeta Vermelho.

Os novos cálculos têm por base dados de temperatura e humidade recolhidos durante mais de um ano marciano pelo Curiosity. Indicam que as condições no local quase-equatorial do rover são favoráveis à formação de pequenas quantidades de água salgada durante algumas noites do ano, secando novamente durante o nascer-do-Sol. As condições deverão ser ainda mais favoráveis a latitudes maiores, onde as temperaturas mais frias e mais vapor de água podem resultar numa maior humidade relativa mais frequente.

"A água líquida é um requisito para a vida como a conhecemos, e um alvo das missões de exploração de Marte," afirma o autor principal do estudo, Javier Martin-Torres do Conselho Espanhol de Investigação e da Universidade de Tecnologia de Lulea, Suécia, membro da equipa científica do Curiosity. "As condições perto da superfície atual de Marte são pouco favoráveis à vida microbiana como a conhecemos, mas a possibilidade de salmoura em Marte tem implicações mais amplas para a habitabilidade e para os processos geológicos relacionados com a água."

Os dados meteorológicos do artigo publicado na revista Nature Geosciences foram recolhidos pelo instrumento REMS (Rover Environmental Monitoring Station) do Curiosity, construído pela Espanha, e inclui um sensor de humidade relativa e um sensor de temperatura do solo. O projeto MSL (Mars Science Laboratory) da NASA está a usar o Curiosity para investigar tanto as condições ambientais do passado de Marte como as condições atuais da região da Cratera Gale. O trabalho também se baseia em medições do hidrogénio no solo recolhidas pelo instrumento DAN (Dynamic Albedo of Neutrons) do rover, construído pela agência espacial da Rússia.

"Nós não detetámos salmouras, mas o cálculo da possibilidade da sua existência na Cratera Gale, durante algumas noites, atesta o valor das medições constantes e ao longo de todo o ano, medições estas que o REMS está a fornecer," comenta Ashwin Vasavada, cientista do projeto Curiosity do JPL da NASA em Pasadena, no estado americano da Califórnia, um dos coautores do artigo.

A missão do Curiosity é a primeira a medir a humidade relativa na atmosfera marciana perto da superfície e a temperatura do solo a todos os momentos do dia e durante todas as estações do ano marciano. A humidade relativa depende da temperatura do ar, bem como da quantidade de vapor de água aí presente. As medições da humidade relativa recolhidas pelo Curiosity variam desde os cerca de 5% durante as tardes de verão até aos 100% nas noites de outono e inverno.

O ar que preenche poros no solo interage com o ar mesmo acima do solo. Quando a sua humidade relativa ultrapassa um determinado nível, os sais podem absorver as moléculas de água para se tornarem dissolvidas em líquido, um processo chamado deliquescência. Os sais de perclorato são especialmente bons a fazer isto. Dado que os percloratos já foram identificados tanto em locais perto do polos como em locais perto do equador, podem muito bem estar presentes em solos por todo o planeta.

Nos últimos anos, os investigadores têm usado a câmara HiRISE (High Resolution Imaging Science Experiment) a bordo da sonda MRO (Mars Reconnaissance Orbiter) da NASA para documentar inúmeros locais em Marte onde surgem fluxos escuros em encostas que crescem durante as estações mais quentes. Estas características são chamadas RSL (recurring slope lineae). A hipótese principal para a sua formação envolve salmouras formadas por deliquescência.

"A Cratera Gale é um dos locais menos prováveis em Marte para a existência de condições para a formação de salmoura, em comparação com locais a latitudes maiores ou com mais sombreamento. Assim sendo, se a salmoura lá existir, fortalece o caso que esta pode formar-se e até persistir em muitos outros locais, talvez o suficiente para explicar a atividade de RSL," afirma Alfred McEwen, investigador principal da câmara HiRISE e da Universidade do Arizona, Tucson, EUA, também coautor do novo artigo.

Nos 12 meses que se seguiram à aterragem de agosto de 2012, o Curiosity encontrou evidências de leitos antigos (rios e lagos) com mais de 3 mil milhões de anos, que forneciam condições favoráveis para a vida microbiana. Agora, o rover está a examinar uma montanha em camadas dentro da Cratera Gale em busca de evidências de como essas condições ambientais passadas poderão ter evoluído.

Links:

Cobertura da missão do rover Curiosity pelo Núcleo de Astronomia do CCVAlg:
19/12/2014 - Rover Curiosity encontra química orgânica, passada e presente, em Marte
12/12/2014 - Rover Curiosity encontra pistas de como a água ajudou a moldar a paisagem marciana
07/11/2014 - Rover Curiosity encontra correspondência de minerais
12/09/2014 - Rover Curiosity chega ao Monte Sharp
24/06/2014 - Curiosity celebra primeiro ano marciano com sucessos da missão
24/12/2013 - Equipa do Curiosity verifica desgaste das rodas, actualiza software
10/12/2013 - Resultados do Curiosity incluem primeira medição de idade em Marte e ajudam à exploração humana
27/09/2013 - Resultados científicos do local de aterragem do Curiosity
27/09/2013 - Curiosity analisa rochas em ponto de paragem
20/09/2013 - Curiosity não detecta metano em Marte
06/08/2013 - Primeiro aniversário do Curiosity em Marte
23/07/2013 - Artigos relatam pistas do passado atmosférico de Marte
09/07/2013 - Rover Curiosity começa viagem até Monte Sharp
07/06/2013 - Cientistas calculam exposição à radiação durante viagem a Marte
04/06/2013 - Seixos comprovam antigo leito de rio em Marte
21/05/2013 - Rover Curiosity da NASA perfura segundo alvo
19/03/2013 - Rover Curiosity vê tendência em presença de água
15/03/2013 - Rover da NASA descobre que Marte já teve condições para suportar vida
05/02/2013 - Curiosity perfura rocha marciana pela primeira vez
18/01/2013 - Curiosity prepara-se para primeira perfuração marciana
28/12/2012 - Rover Curiosity passa Natal na "Casa da Avó"
11/12/2012 - O futuro do Curiosity: mapeamento montanhoso
04/12/2012 - Rover da NASA completa primeira análise de solo marciano
06/11/2012 - Rover Curiosity encontra pistas de mudanças na atmosfera de Marte
02/11/2012 - Curiosity analisa primeiras amostras de solo marciano
02/10/2012 - Curiosity descobre que tempo em Marte é surpreendentemente quente
28/09/2012 - Rover Curiosity descobre antigo leito na superfície marciana
21/09/2012 - Rover Curiosity aponta armas para rocha invulgar na sua viagem
07/09/2012 - Rover Curiosity começa actividades com o seu braço robótico
31/08/2012 - Curiosity começa viagem para Este
28/08/2012 - Curiosity envia incrível imagem em alta-resolução do Monte Sharp
21/08/2012 - Laser e braço do Curiosity passam primeiros testes
10/08/2012 - Curiosity envia 1.º panorama a cores
07/08/2012 - Curiosity aterra em Marte!
03/08/2012 - Rover Curiosity: tudo ou nada
31/07/2012 - Aterragem de rover marciano segue grande tradição dramática com 40 anos
17/07/2012 - Rover Curiosity a caminho da aterragem no início de Agosto
20/12/2011 - Rover marciano da NASA começa pesquisa no espaço
25/11/2011 - Como é que o Curiosity vai para Marte? Com muito cuidado
22/11/2011 - Mega-rover pronto para pesquisar sinais de vida em Marte
05/07/2011 - Rover Curiosity poderá subir monte com altura do Kilimanjaro

Notícias relacionadas:
NASA (comunicado de imprensa)
Instituto Niels Bohr
Nature Geoscience
Astronomy
SPACE.com
PHYSORG
Discovery News
Discover
POPULAR SCIENCE
BBC News
TIME
ars technica
Jornal de Notícias
Diário de Notícias
Correio da Manhã
SAPO
SIC Notícias
Observador
ZAP.aeiou

Rover Curiosity (MSL):
NASA
NASA - 2 
NASA - 3
Facebook
Twitter
Wikipedia

Marte:
Núcleo de Astronomia do CCVAlg
Wikipedia


comments powered by Disqus

 


O instrumento REMS (Rover Environmental Monitoring Station) do rover Curiosity inclui um sensor de temperatura e um sensor de humidade, montados no mastro do rover. Um dos pequenos braços do REMS pode ser aqui visto à esquerda do mastro.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/MSSS
(clique na imagem para ver versão maior)

 
Top Thingy Right