Top thingy left
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
     
 

3 de agosto de 2021
Argilas, não água, são a fonte provável dos "lagos" de Marte
Onde há água, há vida. Este é o caso na Terra, pelo menos, e também o porquê dos cientistas permanecerem empolgados por qualquer evidência que sugira que há água líquida no frio e seco Marte. O Planeta Vermelho é um lugar difícil de procurar por água líquida: embora a água gelada seja abundante, qualquer água quente o suficiente para estar no estado líquido à superfície duraria apenas alguns momentos antes de se transformar em vapor no fino ar de Marte. [Ler mais]

     
     
 

3 de agosto de 2021
Primeiras medições da duração do dia nos exoplanetas de HR 8799
Astrónomos capturaram as primeiras medições da rotação de HR 8799, o famoso sistema que fez história como o primeiro sistema exoplanetário a ser fotografado. Descoberto em 2008 por dois observatórios no Hawaii - o Observatório W. M. Keck e o Observatório Gemini, um programa do NOIRLab da NSF - o sistema estelar HR 8799 está localizado a 129 anos-luz de distância e tem quatro planetas mais massivos que Júpiter, ou super-Júpiteres - os planetas HR 8799 b, c, d e e. Nenhum dos seus períodos de rotação tinha sido medido, até agora. [Ler mais]

     
     
  3 de agosto de 2021
Um Júpiter quente e seco: SPIRou revela a atmosfera do exoplaneta Tau Boötis b
Usando o espectropolarímetro SPIRou montado no CFHT (Canada–France–Hawaii Telescope) no Hawaii, uma equipa liderada por Stefan Pelletier, estudante de doutoramento no iREX (Institute for Research on Exoplanets) da Universidade de Montreal, estudou a atmosfera do exoplaneta gigante gasoso Tau Boötis b, um mundo escaldante que demora apenas três dias para completar uma órbita em torno da sua estrela hospedeira. [Ler mais]
     
     
  30 de julho de 2021
Primeira deteção de luz por trás de um buraco negro
Observando raios-X lançados para o Universo por buracos negros supermassivos no centro de uma galáxia a 800 milhões de anos-luz de distância, o astrofísico Dan Wilkins, da Universidade de Stanford, percebeu um padrão intrigante. Ele observou uma série de clarões de raios-X - empolgantes, mas não sem precedentes - e então os telescópios registaram algo inesperado: flashes adicionais de raios-X que eram mais pequenos, posteriores e de "cores" diferentes dos surtos brilhantes. [Ler mais]
     
     
  30 de julho de 2021
Hubble descobre evidências de vapor de água na lua de Júpiter, Ganimedes
Os astrónomos usaram conjuntos de dados de arquivo do Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para revelar as primeiras evidências de vapor de água na atmosfera da lua de Júpiter, Ganimedes, o resultado do escape térmico de vapor de água da superfície gelada da lua. A lua de Júpiter, Ganimedes, é a maior lua - e o nono maior objeto - do Sistema Solar. Pode conter mais água do que todos os oceanos da Terra, mas as temperaturas lá são tão frias que a água à superfície congela e o oceano fica a cerca de 160 quilómetros abaixo da crosta. [Ler mais]
     
     
  30 de julho de 2021
Astrónomos descobrem GRB mais curto alimentado por uma supernova
Os astrónomos descobriram o GRB mais curto provocado pela implosão de uma estrela massiva. Usando o Observatório Gemini, um programa do NOIRLab da NSF, os astrónomos identificaram a causa deste surto de raios-gama de 0,6 segundos como uma explosão de supernova numa galáxia distante. Os GRBs provocados por supernovas têm geralmente mais do dobro da duração, o que sugere que alguns GRBs curtos podem na verdade ser impostores - GRBs disfarçados, produzidos por supernovas. [Ler mais]
     
     
  27 de julho de 2021
Astrónomos detetam claramente e pela primeira vez disco a formar satélites em torno de exoplaneta
Com o auxílio do ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), do qual o ESO é um parceiro, os astrónomos detetaram pela primeira vez de forma clara a presença de um disco em torno de um planeta fora do nosso Sistema Solar. Estas observações dão-nos novas pistas sobre como é que luas e planetas se formam em sistemas estelares jovens. [Ler mais]
     
     
  27 de julho de 2021
Novo estudo revela formação estelar nunca antes vista na Via Láctea
Astrónomos, usando dois dos radiotelescópios mais poderosos do mundo, fizeram um levantamento detalhado e sensível de um grande segmento da nossa Galáxia - a Via Láctea - detetando rastreadores nunca antes vistos de formação estelar massiva, um processo que domina os ecossistemas galácticos. Os cientistas combinaram as capacidades do VLA (Karl G. Jansky Very Large Array) da NSF (National Science Foundation) e do Telescópio Effelsberg de 100 metros na Alemanha para produzir dados de alta qualidade que servirão aos investigadores durante anos. [Ler mais]
     
 
Arquivo de notícias
 
  IMAGEM DO MÊS  
  M27: Nebulosa do Haltere
Crédito: Bray Falls e Keith Quattrocchi
 
     
 
O que será do nosso Sol? A primeira pista do futuro do nosso Sol foi descoberta inadvertidamente em 1764. Naquela época, Charles Messier estava a compilar uma lista de objetos difusos para não serem confundidos com cometas. O 27.º objeto da lista de Messier, agora conhecido como M27 ou Nebulosa do Haltere, é uma nebulosa planetária, uma das nebulosas planetárias mais brilhantes do céu - e visível na direção da constelação de Raposa com binóculos. A sua luz demora cerca de 1000 anos-luz a chegar até nós, apresentada aqui em cores emitidas pelo hidrogénio e pelo oxigénio. Sabemos agora que daqui a cerca de 6 mil milhões de anos, o nosso Sol libertará os seus gases externos numa nebulosa planetária como M27, enquanto o seu centro remanescente se tornará numa anã branca, quente em raios-X. A compreensão da física e da importância de M27 estava muito além da ciência do século XVIII. Até hoje, muitas coisas acerca das nebulosas planetárias permanecem um mistério, incluindo o modo como as suas formas complexas são criadas.
 
     
 
 
 
 
   

Receba as mais recentes notícias de Astronomia e imagens no seu e-mail, bem como efemérides astronómicas dos próximos dias.

INSCREVA-SE AQUI!!

Se já está inscrito e pretende cancelar a sua assinatura, também o poderá fazer nesta página.


 
    EFEMÉRIDES ASTRONÓMICAS - AGOSTO
   
 
    O SOL AGORA
(cortesia SDO)
Carregar na imagem para ver mais
 
 
  FASE ATUAL DA LUA
(cortesia USNO)
Carregar na imagem para ver calendário
 
Top Thingy Right