Left Marker
Logo
Com dificuldades em ler o boletim?
Veja online | No site | Feed RSS | Remover da lista
BOLETIM ASTRONÓMICO - EDIÇÃO N.º 412
De 07/05 a 9/05/2008
Right Marker
Menu
 
  SONDA IRÁ VOAR PELA PRIMEIRA VEZ PELA COROA DO SOL
   

Uma sonda da NASA com lançamento previsto para 2015 irá chegar 8 vezes mais próximo do Sol do que qualquer outra, operando dentro da escaldante atmosfera exterior do Sol, a coroa. A Sonda Solar, de 750 milhões de dólares, irá estudar o local onde nasce o vento solar.

Durante a sua missão planeada de 7 anos, a Sonda Solar irá fazer sete voos rasantes por Vénus, cada vez aproximando-se mais do Sol. Na sua maior aproximação, irá orbitar o Sol a partir da parte exterior da coroa, a uma distância entre 8 e 10 raios solares do centro do Sol.

É uma distância bem menor que o recorde prévio, da sonda Helios, que alcançou os 67 raios solares da estrela nos anos 70.

"A Sonda Solar irá ser a nossa primeira visita à nossa estrela-mãe," disse Manolis Georgoulis, cientista do projecto, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade John Hopkins (JHU-APL) em Laurel, Maryland, EUA, que irá desenhar e construir a sonda. "A qualidade dos dados que esperamos recolher a tal curta distância do Sol não tem precedentes."

Pré-conceito da Sonda Solar, que chegará a 6,6 milhões de quilómetros do Sol.
Crédito: NASA/JHU-APL

A NASA está a montar uma equipa para decidir quais serão os sensores e detectores que voarão a bordo da Sonda Solar, e a agência planeia fazer um concurso ainda este ano para decidir quais serão os outros instrumentos que irão a bordo da sonda.

Mas os cientistas ainda esperam que a sonda os ajude a resolver dois antigos mistérios solares: porque é que a atmosfera exterior do Sol, a coroa, é muito mais quente que a sua superfície visível, que se situa mesmo por baixo? E o que é que acelera o vento solar, uma corrente de partículas carregadas do Sol, até velocidades supersónicas?

A ideia de estudar o Sol a uma distância tão pequena foi pela primeira vez proposta pela Academia Nacional de Ciências dos EUA em 1958. Mas os cientistas só recentemente é que foram capazes de desenhar escudos térmicos para tal nave dentro das finas linhas orçamentais da NASA.

A Sonda Solar, com o tamanho de uma carrinha, irá estar protegida da forte radiação solar por um escudo térmico em forma de disco, que terá 2,7 metros em diâmetro e cerca de 15 centímetros de espessura.

A tecnologia do escudo térmico tem por base a usada na Messenger, uma sonda da NASA que completou o seu primeiro voo rasante por Mercúrio em Janeiro e que foi também desenhada pelos engenheiros do APL.

O lado do escudo que estará virado para o Sol irá suportar temperaturas da ordem dos 1400º Celsius, enquanto a parte da sonda que transporta os instrumentos permanecerá à temperatura ambiente, disse o gestor do projecto Sonda Solar, Andrew Dantzler.

"Não é uma sonda normal. Estará desenhada para maximizar a dissipação do calor," disse Dantzler.

E porque a sonda ficará embebida dentro da coroa, os instrumentos nem sequer precisam de apontar directamente para o Sol. "É tal como as recolhas atmosféricas aqui na Terra - não precisamos de apontar em nenhuma direcção especial," disse Dantzler. "Todos os instrumentos da Sonda Solar estão escondidos por trás do escudo térmico."

Links:

Notícias relacionadas:
Universe Today
EurekAlert!

World Science

Sonda Solar:
NASA (página oficial)
Wikipedia

 
  ÁLBUM DE FOTOGRAFIAS
       
  Foto  
Galáxias colidem em NGC 3256 - Crédito: NASA, ESA, Hubble Heritage (STScI / AURA) - ESA/Colaboração Hubble, & A. Evans (UVa, NRAO, SUNYSB)
As galáxias normalmente não são assim. Na realidade, NGC 3256 mostra um retrato actual de duas galáxias em lenta colisão. Possivelmente, daqui a centenas de milhões de anos, apenas restará uma galáxia. Hoje, no entanto, NGC 3256 mostra filamentos complexos de poeira escura, raras caudas estelares de marés, e um centro peculiar que contém dois núcleos distintos. Embora seja provável que nenhuma das estrelas das duas galáxias colidam directamente, o gás, poeira e os campos magnéticos do ambiente interagem directamente. NGC 3256, parte do vasto superenxame galáctico de Hidra-Centauro, mede 100 mil anos-luz em diâmetro e encontra-se a cerca de 100 milhões de anos-luz de distância.
Ver imagem em alta-resolução
 
 
 
EFEMÉRIDES:

Dia 07/05: 128.º dia do calendário gregoriano.
História: Em 1973, era lançado o Observatório Espacial de raios-X Explorer 53.
Em 1992, era lançado o Space Shuttle Endeavour.

Em 1997, a sonda Galileo fazia o seu quarto "voo rasante" por Ganimedes.
Observações: As estrelas variáveis vermelhas, T Ursae Majoris e R Bootis deverão alcançar o seu brilho máximo (6.ª ou 7.ª magnitudes) esta semana.

Dia 08/05: 129.º dia do calendário gregoriano.
História: Em 1962, era lançado o primeiro foguetão Atlas Centauro.

Observações: Um pequeno telescópio irá sempre mostrar Titã, a maior lua de Saturno. Esta noite encontra-se a quatro diâmetros anulares para Este de Saturno.

Dia 09/05: 129.º dia do calendário gregoriano.
Observações: Há muito para observar no céu a Oeste ao anoitecer. A Lua encontra-se mesmo por baixo de uma linha que vai ligar a Marte, Pollux e Castor (contando da esquerda para a direita). Para baixo e para a esquerda, encontra-se Procyon. Para baixo e para a direita, brilha Capella. E o par Saturno-Régulo está bem para cima e para a esquerda.

 
 
CURIOSIDADES:


Quer mandar o seu nome para o espaço? Tem, neste momento, duas alternativas: a bordo da Lunar Reconnaissance Orbiter e a bordo da sonda Kepler. Inscreva-se nas duas!

 
 
Fórum de Astronomia
 
Bottom thingy left    
Browser recomendado
 
"Feed" RSS do nosso site
 
Página do Centro Ciência Viva do Algarve
  Bottom thingy right
Boletim informativo. Por favor não responda a este e-mail.
Compilado por: Miguel Montes e Alexandre Costa
 
Leitor de e-mail recomendado Browser recomendado Calendário de actividades astronómicas Arquivos de todas as edições dos boletins astronómicos Fórum de discussão sobre Astronomia Página do Centro Ciência Viva do Algarve Browser recomendado Software recomendado para a leitura correcta desta newsletter