Top thingy left
 
ROVER OPPORTUNITY OCUPADO DURANTE TODO O INVERNO MARCIANO
26 de janeiro de 2016

 


O alvo por baixo da ferramenta no final do braço robótico do rover foi apelidado de "Private John Potts". Encontra-se no lado sul de "Marathon Valley", que corta a orla ocidental da Cratera Endeavour.
Crédito: NASA/JPL-Caltech
(clique na imagem para ver versão maior)

 

O rover Opportunity da NASA trabalhou nos dias de menor energia solar do sétimo inverno marciano da missão, enquanto usava um triturador de rochas e outras ferramentas para investigar pistas sobre a história ambiental do Planeta Vermelho.

O ambiente moderno de Marte deu uma ajuda, fornecendo vento que removeu alguma poeira dos painéis solares do Opportunity nas semanas antes e depois do solstício de inverno no hemisfério sul de Marte, que teve lugar dia 2 janeiro.

"O Opportunity permaneceu muito ativo este inverno, em parte porque os painéis solares têm estado muito mais limpos do que nos últimos invernos," afirma John Callas, gestor do projeto do rover no JPL da NASA em Pasadena, Califórnia, EUA.

Com o fim do solstício de inverno, a quantidade de luz solar disponível vai continuar a aumentar durante praticamente o resto de 2016.

A missão acaba de passar o 12.º aniversário da sua aterragem em Marte - pousou no dia 25 de janeiro de 2004. Depois do invólucro de "airbags" ter parado de rolar dentro da Cratera Eagle, que mede cerca de 22 metros em diâmetro, abriu para libertar o rover. A inspeção das rochas na Cratera Eagle, durante os três meses da missão originalmente planeada, forneceu evidências de condições ambientais molhadas e acídicas no passado de Marte.

Os investigadores usaram o Opportunity para examinar uma série de crateras cada vez maiores e mais distantes durante os anos seguintes, acedendo a camadas mais profundas e antigas da história de Marte.

Cada ano marciano dura cerca de 1,9 anos terrestres. Dado que Marte está mais distante do Sol, leva mais tempo para concluir cada órbita. O eixo de rotação norte-sul de Marte está inclinado tal como o da Terra, por isso Marte também tem estações de verão e inverno. Mas são duas vezes mais longas que as da Terra. É por isso que, 12 anos após a aterragem do Opportunity, o rover está a atravessar o seu sétimo inverno marciano.

O Opportunity tem vindo a explorar, desde 2011, a orla ocidental de uma cratera com 22 km de diâmetro chamada Endeavour. Este inverno, está a examinar rochas no lado sul de "Marathon Valley", que corta a borda da Endeavour de oeste para este. É um local onde as observações pela sonda MRO (Mars Reconnaissance Orbiter) da NASA mapearam concentrações de minerais argilosos que se formaram sob condições molhadas e não-ácidas.

Os investigadores usaram este mês a ferramenta de abrasão rochosa do Opportunity para remover a crosta superficial de um alvo rochoso que chamaram "Private John Potts" (a equipa está a usar os nomes dos membros da Expedição de Lewis e Clark como nomes informais de alvos em Marathon Valley). A composição e textura do interior exposto da rocha foram examinados com instrumentos no braço robótico do Opportunity.

A área de trabalho durante o inverno, no lado sul do vale, mantém os painéis solares do rover inclinados para o Sol que cruza os céus a norte. Os benefícios dos eventos que limpam a poeira e a estratégia de escolher locais de inverno em encostas voltadas para norte são dois fatores-chave no prolongamento da carreira produtiva do Opportunity 48 vezes mais, até agora, do que a missão originalmente planeada de três meses após a aterragem.

Os painéis solares estão atualmente a gerar mais de 460 Wh (watt-hora) por dia. Este valor é cerca de 40% mais do que outras alturas deste inverno marciano, mas o Opportunity tem sido capaz de realizar operações de uso intenso de energia, tais como condução e perfuração rochosa durante todo o inverno. Em contraste, durante o primeiro inverno marciano do Opportunity na orla da Endeavour, a produção energética caiu abaixo dos 300 Wh por mais de dois meses e a missão absteve-se de conduzir ou usar ferramentas durante mais de quatro meses.

"Com estes níveis saudáveis de energia, estamos ansiosos pela conclusão dos trabalhos em Marathon Valley este ano e de seguir em frente com o Opportunity," comenta Callas.


comments powered by Disqus

 

Links:

Notícias relacionadas:
NASA (comunicado de imprensa)

Rovers Spirit e Opportunity:
Rovers Spirit e Opportunity - pontos altos das missões (NASA)
NASA
Wikipedia

Marte:
Núcleo de Astronomia do CCVAlg
Wikipedia

 

 
Top Thingy Right