Top thingy left
 
OS SEGREDOS POR TRÁS DOS SISMOS SOLARES PODEM ESCONDER-SE LOGO ABAIXO DA SUPERFÍCIE DO SOL
8 de janeiro de 2021

 


Animação de um sismo solar - ondas parecidas às dos sismos que percorrem a nossa estrela. A imagem da esquerda mostra a região ativa no visível e no ultravioleta extremo no dia 30 de julho de 2011. A imagem da direita mostra as ondulações na superfície do Sol até 42 minutos depois do início da proeminência, que está marcada pela descrição "IP" (inglês para "impulsive flare").
Crédito: NASA/SDO

 

Um segredo por trás do funcionamento dos sismos solares - atividade sísmica no Sol durante as erupções solares - pode estar escondido abaixo da superfície solar.

Estes eventos semelhantes a terremotos libertam energia acústica na forma de ondas que percorrem a superfície do Sol, como ondas num lago, nos minutos que se seguem a uma proeminência solar - um surto de luz, energia e material visto na atmosfera externa do Sol.

Os cientistas há muito que suspeitam que os sismos solares são impulsionados por forças magnéticas ou pelo aquecimento da atmosfera externa, onde a proeminência ocorre. Pensa-se que estas ondas "mergulhem" pela superfície do Sol e até ao seu interior profundo. Mas novos resultados, usando dados da SDO (Solar Dynamics Observatory) da NASA, descobriram algo diferente.

Em julho de 2011, a missão SDO observou um sismo solar com ondulações invulgarmente agudas emanando de uma proeminência solar moderadamente forte. Os cientistas foram capazes de rastrear as ondas que provocaram as ondulações de volta à sua origem, usando uma técnica chamada holografia heliosísmica. Esta técnica, que usou o instrumento HMI (Helioseismic and Magnetic Imager) da SDO para medir como a superfície solar se movia, foi usada anteriormente para rastrear ondas acústicas de uma variedade de outras fontes no Sol.

Em vez das ondas viajando de cima para o Sol, os cientistas viram as ondulações à superfície, devido a um sismo solar, emergindo das profundezas da superfície solar logo após a ocorrência de uma erupção. Os resultados, publicados na revista The Astrophysical Journal Letters, descobriram que a fonte acústica estava cerca de 1100 km abaixo da superfície do Sol - não acima da superfície como se pensava anteriormente.

Os cientistas pensam que estas ondas foram impulsionadas por uma fonte submersa que, por sua vez, foi de alguma forma desencadeada pela explosão solar na atmosfera acima. As novas descobertas podem ajudar a explicar um antigo mistério sobre os sismos solares: porque é que algumas das suas características parecem notavelmente diferentes das erupções que as desencadeiam.

Os cientistas ainda não identificaram exatamente qual o mecanismo que provoca realmente os sismos, embora os resultados forneçam a pista de que as suas origens provavelmente se escondem sob a superfície. Os cientistas planeiam continuar à procura de um mecanismo observando outros sismos solares para ver se têm fontes similarmente submersas.

 


comments powered by Disqus

 

// NASA (comunicado de imprensa)
// Artigo científico (The Astrophysical Journal Letters)

Saiba mais

Sol:
CCVAlg - Astronomia 
Wikipedia
Heliosismologia (Wikipedia)

SDO:
NASA
Wikipedia

 
Top Thingy Right