Top thingy left
 
REVISTA A DURAÇÃO DO DIA EM SATURNO
8 de Setembro de 2007
 

O dia em Saturno tornou-se uns minutos mais curto, se os novos cálculos estiverem correctos.

Usando dados recolhidos pelas sondas Cassini, Pioneer e Voyager, da NASA, os cientistas reviram o período de rotação de Saturno e obtiveram uma duração de 10 horas, 32 minutos e 35 segundos, o que é cerca de 15 minutos menor que uma estimativa que havia sido feita no ano passado.

Estes minutos podem ter grandes implicações na maior parte da Física associada ao gigante gasoso.

"Embora possa parecer uma pequena incerteza para uma pessoa normal, faz uma enorme diferença no que se refere ao que entendemos sobre o interior de Saturno.," disse Gerald Schubert da Universidade da California, em Los Angeles.

Se a nova velocidade de rotação estiver correcta, então os ventos de Saturno sopram a velocidades inferiores às que anteriormente eram aceites e em vez de apenas soprarem numa única direcção poderão soprar para Este e para Oeste do planeta. A descoberta poderá também trazer luz para a formação de planetas gigantes gasosos em geral.

Schubert e o seu colega John Anderson da Global Aerospace em Pasadena, na Califórnia, calcularam a rotação mais rápida para Saturno usado uma combinação das medidas da gravidade, do vento e da reflexão das ondas rádio que foram recolhidas pelas três sondas na sua passagem pelo planeta.

A velocidade de rotação para planetas sólidos como a Terra pode ser calculada simplesmente pela observação da velocidade com que um ponto da superfície se desloca. Isto não pode ser feito para planetas gasosos como Júpiter e Saturno, porque o seu núcleo sólido está escondido sob espessas nuvens atmosféricas.

Por este motivo, os cientistas tinham medido os períodos de rotação dos campos magnéticos que se assumia estarem fortemente associados à rotação do núcleo sólido. De acordo com este trabalho, o eixo de rotação do campo magnético de um gigante gasoso e o eixo de rotação em torno do qual o seu núcleo roda deverão ser diferentes.

Nos anos 80 os cientistas tinham estimado o período de rotação de Saturno usando emissões rádio recolhidas pela sonda Voyager e tinham estimado um período de cerca de 10 horas, 39 minutos e 22 segundos.

Esta estimativa foi revista em 2004, usando os dados recolhidos pela sonda Cassini para 10 horas, 45 minutos e 45 segundos. No ano passado tinha sido alterado para 10 horas, 47 minutos e 6 segundos.

Schubert admite que a estimativa de Anderson possa ainda vir a sofrer alterações. "Não podemos garantir que seja esta a velocidade de rotação," disse Schubert. "Na actualidade não existe nenhum método directo para medir a velocidade de rotação de Saturno."

No entanto, a confirmar-se o período de rotação agora estabelecido, isso terá consequências imediatas na compreensão dos movimentos dos ventos de Saturno e terá também implicações no tipo de formação planetária associado a este tipo de planeta.

Esta descoberta está descrita detalhadamente na edição de 7 de Setembro da revista Science.

Links:
SPACE.com (Fonte)

  Exemplo de fotografia e respectiva legenda
Saturno visto pela Voyager. Crédito: NASA/JPL.
(Clique na imagem para ver maior)
 
Top Thingy Right