Top thingy left
 
ULTIMA THULE RECEBE O NOME OFICIAL "ARROKOTH"
15 de novembro de 2019

 


Composição do binário de contacto primordial da Cintura de Kuiper, 2014 MU69, a partir de dados obtidos pela sonda New Horizons. A imagem combina dados de cor melhorados (perto do que o olho humano veria) com imagens pancromáticas de alta-resolução.
Crédito: NASA/JHUAPL/SwRI/Roman Tkachenko

 

Em homenagem à passagem rasante mais distante já realizada por uma sonda espacial, o objeto da Cintura de Kuiper 2104 MU69 (informalmente também denominado "Ultima Thule") recebeu o nome oficial Arrokoth, um termo nativo-americano que significa "céu" na língua Powhatan/Algonquiana.

Com o consentimento dos anciãos e representantes tribais dos Powathan, a equipa da New Horizons da NASA - cuja nave espacial realizou o reconhecimento recorde de Arrokoth a mais de 6 mil milhões de quilómetros da Terra - propôs o nome à União Astronómica Internacional e ao Centro de Planetas Menores, a autoridade internacional que detém a responsabilidade de dar nomes aos objetos da Cintura de Kuiper. O nome foi anunciado numa cerimónia na sede da NASA em Washington, DC.

"O nome 'Arrokoth' reflete a inspiração de olhar para o céu e pensar sobre as estrelas e sobre os mundos para lá do nosso," disse Alan Stern, investigador principal da New Horizons no SwRI (Southwest Research Institute) em Boulder, no estado norte-americano do Colorado. "Este desejo de aprender está no centro da missão New Horizons e temos a honra de nos unir à comunidade Powhatan e aos cidadãos de Maryland nesta celebração de descoberta."

A New Horizons foi lançada em janeiro de 2006; de seguida, passou por Júpiter para um impulso gravitacional e estudos científicos em fevereiro de 2007 e realizou o primeiro "flyby" pelo sistema de Plutão no dia 14 de julho de 2015. A sonda continuou a sua viagem inigualável no Ano Novo de 2019 com a exploração de Arrokoth - que a equipa apelidou de "Ultima Thule" - mais de mil milhões de quilómetros para lá de Plutão, a passagem rasante mais distante já realizada.

Arrokoth é um dos milhares de pequenos mundos gelados conhecidos da Cintura de Kuiper, a vasta "terceira zona" do Sistema Solar para lá dos planetas terrestres interiores e dos planetas gigantes exteriores. Foi descoberto em 2014 por uma equipa da New Horizons - que incluía Marc Buie, do SwRI - usando o poderoso Telescópio Espacial Hubble.

"Os dados do recém-nomeado Arrokoth deram-nos pistas sobre a formação dos planetas e sobre as nossas origens cósmicas," disse Buie. "Nós pensamos que este corpo antigo, composto por dois lóbulos distintos que se fundiram num só objeto, pode abrigar respostas que contribuem para a nossa compreensão da origem da vida na Terra."

De acordo com as convenções de nomenclatura da UAI, a equipa de descoberta ganhou o privilégio de selecionar um nome permanente para o corpo celeste. A equipa usou esta convenção para associar a cultura dos povos nativos que viviam na região onde o objeto foi descoberto; neste caso, o Telescópio Espacial Hubble (no STScI - Space Telescope Science Institute) e a missão New Horizons (no Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins) são operados no estado de Maryland - vínculo à importância da região da Baía de Chesapeake para a tribo Powathan.

"Aceitamos graciosamente este presente do povo Powathan," disse Lori Glaze, diretora da Divisão de Ciência Planetária da NASA. "Atribuir o nome Arrokoth significa a força e a resistência do povo indígena Algonquiano da região de Chesapeake. A sua herança continua a ser uma luz orientadora para todos que procuram o significado e a compreensão das origens do Universo e da ligação celeste da humanidade."

 


comments powered by Disqus

 


O percurso da New Horizons.
Crédito: NASA/JHUAPL/SwRI


// NASA (comunicado de imprensa)
// JHUAPL (comunicado de imprensa)

Saiba mais

Cobertura da secção 2014 MU69 da missão New Horizons pelo CCVAlg - Astronomia:
21/05/2019 - Primeiros resultados científicos do "flyby" da New Horizons por Ultima Thule
26/02/2019 - Novas imagens de Ultima Thule
12/02/2019 - O evocativo olha de despedida da New Horizons a Ultima Thule
29/01/2019 - Melhor imagem, até agora, de Ultima Thule
18/01/2019 - Aproximação a Ultima Thule pela New Horizons
04/01/2019 - New Horizons explora Ultima Thule
25/12/2018 - O primeiro mistério de Ultima Thule
21/12/2018 - New Horizons na trajetória ideal em direção a Ultima Thule
31/08/2018 - Às portas de Ultima Thule: New Horizons faz primeira deteção do seu próximo alvo de "flyby"
16/03/2018 - New Horizons escolhe alcunha para alvo do "flyby"
13/02/2018 - New Horizons captura imagens recorde na Cintura de Kuiper
15/12/2017 - Será que o próximo alvo da New Horizons tem uma lua?
08/08/2017 - Próximo alvo da New Horizons acaba de ficar muito mais interessante
21/07/2017 - Equipa de New Horizons da NASA alcança ouro na Argentina
11/07/2017 - Novos mistérios em redor do próximo alvo da New Horizons
16/06/2017 - Equipa da New Horizons examina novos dados do próximo alvo da sonda
30/05/2017 - New Horizons com equipa global para raro olhar do seu próximo alvo
03/02/2017 - New Horizons refina trajetória para próximo "flyby"
01/09/2015 - Equipa da New Horizons escolhe potencial alvo da Cintura de Kuiper para "flyby"

Notícias relacionadas:
SPACE.com
science alert
New Scientist
space ref
PHYSORG
The Verge
CNN

Arrokoth (2014 MU69; Ultima Thule):
Wikipedia 
NASA

New Horizons:
Página oficial
Imagens "raw", pelo LORRI do encontro com Arrokoth
NASA
Twitter
Wikipedia

 
Top Thingy Right